A luta pela liderança, na Distribuição em Portugal.

Continente - Galp

Continente – Galp

 

China, Colômbia, Brasil, Polónia, Espanha, Líbano, Azerbaijão, estas são apenas algumas das geografias que os dois maiores grupos do retalho português, Sonae e  Jerónimo Martins, têm ultimamente explorado. Estes mesmos grupos são muitas das vezes apelidados de grandes monopolistas do retalho e da grande distribuição em Portugal, pois os outros grupos pouco ou nenhuma expressão de grandeza económica apresentam. Na nossa opinião contudo, seria muito mais benéfico para o setor a existência de mais um ou dois players tão fortes como estes. São no entanto, estes mesmos colossos, que na luta pela liderança da distribuição portuguesa, estão solidamente a construir por vias diversas, um caminho de crescimento através das suas marcas e com as suas estratégias de gestão próprias, a elevação do nome de Portugal internacionalmente.

Se refletirmos um pouco, e esquecermos alguns dos nichos de mercado existentes, qual a marca ou empresa que é reconhecida internacionalmente quando se fala de Portugal? Tirando a companhia área TAP, poucas marcas ficam na memória dos consumidores internacionais. Ora, temos a certeza absoluta que o fantástico trabalho que estes dois grupos, ou seja estas duas multinacionais, estão a construir, não tardará a que em menos de meia geração, exista uma perceção internacional de marcas portuguesas de qualidade em vários países. E, como já se viu em variadíssimas vezes, isso vai contribuir em muito para uma imagem – que urge rapidamente construir- de um país empreendedor e inovador. Por enquanto, fora e dentro deste retângulo à beira mar plantado, não existe essa perceção, e é pena que os nossos governantes nem disso se apercebam, ou queiram saber.

Pingo Doce -  BP

Pingo Doce BP

 

Apesar desta expansão internacional, ambas não esquecem a luta pela liderança do retângulo português. Nestes últimos três anos, o Pingo Doce vem alterando consecutivamente a sua comunicação promocional, passando a fazer uma marcação mais cerrada às variaveis da comunicação promocional do Continente. Quando no passado, a não realização de folhetos promocionais, nem a utilização de cartões de descontos era ponto de honra na comunicação do Pingo Doce através do slogan “…sem cartões, e sem complicações”, hoje nota-se uma inflexão dessa estratégia comunicacional, com o novíssimo lançamento do seu cartão de descontos em produtos petrolíferos, através de bonificações acumuladas na compra de produtos nas suas lojas. Percebendo que essa estratégia do Continente em parceria com a Galp, era uma mais-valia na diferenciação, e essencialmente pela preferência que o consumidor português lhe votava, o Pingo Doce rapidamente se adaptou, aliando-se ao concorrente do parceiro preferencial do Continente, que neste caso é a BP, para colocar de pé a sua campanha promocional, pela disputa da liderança na distribuição alimentar em Portugal.

LMPRP 3898

Advertisements

3 thoughts on “A luta pela liderança, na Distribuição em Portugal.

  1. I think that everything composed was very logical.
    However, consider this, suppose you added a little information?

    I ain’t suggesting your information is not solid., however what if you added something to possibly grab folk’s attention?
    I mean A luta pela liderança, na Distribuição em Portugal.
    | marketing news 4you is kinda vanilla. You should glance at Yahoo’s front page and see how they create news headlines to grab people to click. You might try adding a video or a related picture or two to get people excited about what you’ve got to say.
    In my opinion, it could make your posts a little livelier.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s